Rana el Kaliouby: cientista pioneira em inteligência emocional artificial

28 de abril de 2021

Rana el Kaliouby cresceu no Egito em uma família muçulmana bastante tradicional. Sua mãe foi uma das primeiras mulheres programadoras do Oriente Médio. Com um ótimo exemplo em casa, Rana obteve seu PhD em Cambridge e se mudou para os Estados Unidos para seguir sua missão: humanizar a tecnologia, antes que ela nos desumanize.

 

Boa parte da nossa comunicação se dá por uma linguagem não verbal que engloba expressões faciais, o tom da voz e a linguagem corporal, entre outros elementos. Tudo isso se perde quando nos comunicamos por celulares e computadores, pois é justamente essa comunicação não verbal que distingue o homem das máquinas.

 

Para combater essa perda da inteligência emocional on-line, Rana el Kaliouby criou com Rosalind Picard a Affectiva, empresa pioneira nesse novo campo da inteligência emocional artificial, permitindo que nossa tecnologia entenda os humanos da mesma forma que entendemos uns aos outros.

 

Rana esteve no Brasil em 2018, quando participou da convenção HSM Expo. Na conversa, ela explicou como funciona a ciência das emoções faciais e como a tecnologia pode ser humanizada através da inteligência artificial emocional. No ano passado ela participou de um webinar com a Oxygen Brasil. A pesquisadora também já participou do evento TED Talks. Você pode conferir o vídeo aqui.

 

Seu livro Decodificada finalmente é publicado no Brasil pela Editora Nacional. Nesta obra, Rana narra sua própria jornada, a de uma jovem egípcia que se tornou uma das maiores e mais conhecidas pesquisadoras no campo da tecnologia e uma das poucas líderes em um mercado predominantemente masculino.

 

Sobre a autora:

Rana el Kaliouby é uma cientista pioneira em inteligência emocional artificial. Junto com Rosalind Picard ela fundou a Affectiva, uma empresa de software que desenvolve inteligência artificial que entende as emoções humanas e estados cognitivos ao analisar as expressões faciais e vocais. Rana é uma das poucas mulheres liderando uma empresa de IA disruptiva.

 

A pesquisadora cresceu no Cairo, Egito, e obteve seu PhD na Universidade de Cambridge. Mais tarde ela se juntou ao MIT Media Lab, como cientista pesquisadora. A Forbes a incluiu recentemente em sua lista das 50 melhores mulheres em tecnologia da América, e em 2018 a revista Fortune a incluiu na lista de influenciadores “40 under 40”.

d

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar nosso site, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse nossa Política de cookies. Política de cookies e privacidade

ACEITAR